Ciro saúda os 100 Anos da Assembleia de Deus

O senador Ciro Nogueira (PP/PI)  parabenizou as Assembléias de Deus de todo o país, seus fiéis e pastores pelo aniversário de cem anos.  O senador ressaltou a bem-sucedida atuação da igreja e disse que o Parlamento brasileiro compartilha dessa alegria.
 
- Há cem anos, a Assembléia de Deus iniciava sua missão no Brasil, e, desde então, reúne homens e mulheres de bem, que vêm difundindo o amor a Deus, ao Espírito Santo, à fé, enfim, o amor em Cristo.
 
Lembrando a história da maior igreja pentecostal do Brasil, Ciro falou sobre a importância da Assembléia de Deus no Piauí.
 
- Quero destacar que o Piauí é testemunha da atuação social das Assembléias de Deus nas comunidades, tais como distribuição de alimentos, recuperação de dependentes químicos, educação e outras ações sociais. Também devo ressaltar a alegria que há nos cultos, com orações, cânticos, testemunhos e pregações.  Que as Assembléias de Deus continuem sendo uma das colunas de Deus neste País e no mundo.
 
Ciro aproveitou para registrar que nos próximos dias 1 e 3 de julho  acontece no Piauí a Convenção das Assembléias de Deus no Brasil.
 
-  O evento acontecerá em Teresina e o Pastor Mário Alves, que preside a Assembléia de Deus Ministério de Madureira Campo Norte-sul, no Piauí, está exultante com as comemorações do centenário. Ele organiza, ao lado de outros líderes da igreja, os preparativos para a Convenção que acontece simultaneamente com a Feira do Centenário das Assembléias de Deus no Brasil.

Ciro Nogueira quer Fundo para recuperar Rio Parnaíba

A Proposta de Emenda à Constituição (51/2011) que cria o Fundo para a Revitalização Ambiental e o Desenvolvimento Sustentável da Bacia do Parnaíba foi apresentada pelo senador  Ciro Nogueira na primeira semana deste mês. A iniciativa faz parte de um conjunto de ações tomadas pelo senador para salvar o Rio Parnaíba que está sofrendo com a degradação e  assoreamento.

O novo Fundo, que terá recursos provenientes de várias fontes, poderá custear programas e projetos governamentais de recuperação hidroambiental do Rio Parnaíba e seus afluentes. Promovera, também, o desenvolvimento sustentável da região banhada pelo rio. De acordo com o texto, o Fundo terá duração de 20 anos e as verbas que custearão os projetos poderão vir royalties da exploração de recursos hídricos na área da bacia do Rio Parnaíba para fins de geração de energia elétrica; de valores de operações de crédito externas e internas e ainda das dotações consignadas no Orçamento da União. 

Ciro Nogueira explicou que a idéia de criar o Fundo surgiu da necessidade de um programa permanente de recuperação do Rio Parnaíba. Para ele, um rio que desempenha papel tão importante no desenvolvimento econômico do Piauí merece ações mais duradouras.

“ O rio Parnaíba está morrendo lentamente e está sofrendo por falta de um programa político que estabeleça um forte compromisso não apenas com ações pontuais como acontece atualmente. Um programa que estabeleça recursos para ações constantes durante um período que possibilite a recuperação e a preservação do rio”,  defendeu ele.

O senador alertou para a necessidade de se realizar campanhas de conscientização para a conservação do rio e listou alguns dos graves problemas do Parnaíba que precisam de ações urgentes.

“As atuais condições do rio confirmam que sua preservação não é apenas essencial, mas também estratégica para as gerações futuras. O derramamento de esgoto sanitário precisa de tratamento, bem como os problemas provocados pela construção da Usina Boa Esperança. É preciso proteger o ecossistema, a fauna e a ictiofauna e apoiar atividades econômicas sustentáveis, priorizar os serviços básicos de abastecimento de água e, principalmente, estabelecer o adequado manejo e destinação final de resíduos sólidos urbanos“, finalizou o progressista.

Senador acompanha visita à Fazenda da Paz

O senador Ciro Nogueira acompanhou a visita da Comissão Especial de Políticas de Combate às Drogas a Teresina neste domingo (12/6). Ele esteve ao lado do relator da comissão, deputado federal Givaldo Carimbão (PSB-AL), e das deputadas Iracema Portella e Margarete Coelho, que também estão à frente da luta contra as drogas.

A visita foi organizada pela deputada federal Iracema Portella, 3ª vice-presidente da Comissão e vice-presidente da Frente Parlamentar de Combate ao Crack e Outras Drogas da Câmara dos Deputados. Estiveram presentes diversos parlamentares do país, que conheceram as instalações da Fazenda da Paz, comunidade terapêutica que auxilia e apóia a recuperação de dependentes químicos e alcoólatras, desenvolvendo dinâmicas que  objetivam a reintegração dessas pessoas ao meio social.

Ciro pede providências para melhorar serviço de energia do Piauí

O senador Ciro Nogueira (PP-PI) classificou o fornecimento de energia pela Eletrobras Distribuição Piauí ao estado como “no mínimo, um serviço de má qualidade”. Em pronunciamento na tribuna do Senado, esta quinta-feira (9) o senador pediu maior atenção para as constantes  interrupções de energia na região. 

Ciro citou dados do IBGE mostrando que em 2011 o Piauí deve colher a maior safra de grãos da história do estado: 2,3 milhões de toneladas.  Ele ressaltou, que  apesar do crescimento na produção, o fornecimento de energia ao Piauí segue deficiente, especialmente nos municípios do sul da região. Segundo o senador,  nos três primeiros meses de 2011, houve pelo menos 14 interrupções no fornecimento de energia elétrica em Uruçuí. Na soma dessas interrupções, explicou, houve uma absurda média superior a 24 horas sem energia para os mais de 11 mil consumidores da Eletrobras Piauí.

 - O estado do Piauí carece de investimentos em transmissão e distribuição de energia. Existem registros da ANEEL que apontam para uma soma superior a 21 horas sem energia nos três primeiros meses deste ano – lamentou ele.

O senador informou que, em março, o presidente da Eletrobrás Distribuição Piauí, Pedro Hosken, anunciou que seriam investidos R$167,1 milhões no estado. Investimentos que o parlamentar classificou como essenciais para fortalecer o agronegócio, as indústrias e atrair novos investimentos.

- Estamos cientes de que é fundamental que haja disposição e muito esforço da Eletrobrás no sentido de fazer com que haja celeridade nas obras para atendimento às demandas energéticas no Cerrado e de todo o Sul piauiense que são as áreas mais necessitadas – disse.

O parlamentar concluiu pedindo providências.

- Meu apelo é para que a Eletrobrás maximize suas gestões e seu trabalho. É urgente que se estabeleça mais agilidade nos investimentos, especialmente naqueles que resultem em aumento da oferta e da qualidade da energia elétrica para o Cerrado e Sul do Piauí.

 

Após o discurso Ciro presidiu a sessão no Plenáro

Veja as fotos

Ciro pede recursos para rede pública de saúde de Teresina

Preocupado com a situação do atendimento na rede pública de saúde de Teresina, o senador Ciro Nogueira (PP/PI) subiu à tribuna, esta terça-feira (8), para pedir atenção do Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, para o que definiu como “um drama no setor da saúde pública assistencial.”
- Apesar dos crescentes investimentos, temos enfrentado recorrentes crises no setor, que sem dúvida exigem resposta imediata do governo. Teresina não tem mais condições de custear a quantidade de atendimentos que são realizados diariamente na rede municipal de saúde e passa por uma crise sem precedentes - lamentou o senador.

Ciro informou ter recebido Relatório do prefeito de Teresina, Elmano Ferrer, com dados que comprovam a necessidade de uma resposta urgente do governo federal.  Segundo ele, de 2006 para cá, as transferências de recursos da União para a prefeitura no setor de saúde permaneceram  inalteradas, o que mostra que o município não recebeu nenhum aumento de recursos do Sistema Único de Saúde e a Fundação Municipal de Saúde trabalha atualmente no limite.

- Enquanto isso, a despesa do município por habitante na área de saúde saltou assombrosamente de R$ 295 em 2006 para R$ 607 em 2010. Com imenso esforço, a prefeitura passou a custear as despesas dos pacientes com recursos próprios, na tentativa de evitar um caos iminente - alertou.

O senador também ressaltou que um dos grandes problemas vividos pela rede de saúde municipal é que apenas 40% dos pacientes atendidos moram em Teresina. De acordo com ele, os demais vêm do interior do Piauí e de outros estados, como Maranhão e Pará e essa demanda excessiva de outros locais acaba prejudicando o atendimento dos teresinenses.

- Identificamos essa situação principalmente nas ações de atendimento à emergência no HUT, o Hospital de Urgência de Teresina, mas os hospitais municipais dos bairros também passam por superlotação – frisou.

Ciro explicou ainda que a despesa com os atendimentos de urgência com pacientes do Estado chegou, no ano passado, a R$ 24,6 milhões e que no mesmo período, os pacientes que procuraram atendimento em Teresina vindos do Maranhão custaram R$ 11,3 milhões.  O senador destacou que a insuficiência de recursos federais afeta fortemente os hospitais e faz sofrer pacientes, profissionais da saúde, familiares e toda a população. E fez outro pedido ao ministro da Saúde.

- Um outro apelo que faço ao ministro Padilha é em defesa da agilidade da distribuição do cartão do SUS Nacional no Piauí. A implantação do programa tornará possível controlar os serviços prestados e o número de atendimentos, dando uma dimensão real das nossas necessidades nessa área.

Concluindo, Ciro lembrou que a medida trará benefícios, pois além de identificar os usuários do SUS, o cartão facilitará a vida do próprio cidadão, que poderá acompanhar seu histórico de consultas médicas, exames ou cirurgias.

- Conto mais uma vez com a sensibilidade que o ministro Alexandre Padilha sempre demonstrou com o Piauí, de modo que possamos resolver definitivamente o problema de financiamento da saúde pública na capital.

Vídeo do discurso

Ciro defende criação da Região Administrativa Integrada de Desenvolvimento

O senador Ciro Nogueira (PP/PI) apresentou um Projeto de Lei que autoriza o Poder Executivo a criar a Região Administrativa Integrada de Desenvolvimento e instituir o Programa Especial de Desenvolvimento do Baixo Parnaíba. A região contempla os Estados do Piauí e o Maranhão.
 
O senador destacou que o Piauí, é um Estado que requer muitos investimentos e que embora possua diversas riquezas ainda convive amplas disparidades sociais. “Da mesma forma acontece com o vizinho Maranhão, cujas necessidades também são relevantes e que será também beneficiado com a aprovação deste projeto.”, justificou o senador.
 
A partir da criação da Região Administrativa Integrada de Desenvolvimento do Baixo Parnaíba, o próprio Executivo – Federal, Estadual ou Municipal – poderá estabelecer políticas para promover a redução das desigualdades regionais e sociais nesses dois Estados. “Esse é um dos eixos de ação do governo Dilma e vários setores poderão ser fomentados a partir da aprovação deste projeto de lei complementar, como por exemplo, a exploração do grande potencial da agricultura irrigável da região do Baixo Parnaíba”, afirmou.
 
Em sua fala, o senador ressaltou, ainda, a importância do Rio Parnaíba, que possui uma extensão de aproximadamente 1845 km e percorre todo o Piauí, sendo de fundamental importância para oportunidades econômicas dos dois estados que vão desde o potencial turístico até a riqueza de sua biodiversidade.
 
O progressista enfatizou que mais do que a criação da Região Administrativa Integrada de Desenvolvimento, é necessário instituir Programas Especiais de Desenvolvimento voltados às novas tecnologias, ao uso racional dos recursos naturais da região, além da formação de mão-de-obra.“Não podemos esquecer do fortalecimento de uma estrutura adequada de comercialização da produção gerada e preservação do meio ambiente”,  
 
 Por fim, Ciro Nogueira defendeu a criação Região Administrativa Integrada como forma de facilitar que os municípios sejam contemplados nos orçamentos gerais da União e nas Leis de Diretrizes Orçamentárias, a partir de estratégias a serem adotadas pelo Poder Público Federal. “Os caminhos para investimentos federais, com as ações a serem desencadeadas por Programas Especiais de Desenvolvimento, ficariam, sem dúvidas muito mais fáceis de percorrer e de atingirem seus objetivos”, finalizou o senador piauiense.
 
MUNICÍPIOS
 
Pela proposta, a Região Administrativa será constituída por 19 municípios piauienses e sete maranhenses. São eles: Nossa Senhora dos Remédios, Porto, Campo Largo do Piauí, Matias Olímpio, Madeiro, Joca Marques, Luzilândia, Joaquim Pires, Murici dos Portelas, Caxingó, Caraúbas do Piauí, Cocal, Cocal dos Alves, Buriti dos Lopes, Bom Princípio do Piauí, Parnaíba, Ilha Grande, Luís Correia e Cajueiro da Praia, no Estado do Piauí, e Buriti, Brejo, Santa Quitéria do Maranhão, São Bernardo, Araióses, Tutóia e Água Doce do Maranhão, no Estado do Maranhão.

    soundclound

Ala Senador Teotônio Vilela Gab.01 - CEP 70165- 900
Brasília - DF Tel.: (61)3303-6187/6185 
Fax: (61)3303-6192
E-mail: ciro.nogueira@senador.gov.br