Em discurso, Ciro destaca aniversários de Teresina e Parnaíba

Fotomateria 16.08.2016Duas das maiores cidades do Piauí foram homenageadas pelo senador Ciro Nogueira (PP/PI) no Plenário do Senado. Em discurso, Ciro destacou a importância histórica e econômica de Parnaíba, que fez 173 anos no último dia 14, e de Teresina que completa 165 anos nesta quarta-feira (16). 

Parnaíba foi lembrada por sua beleza histórica e relevância econômica para o crescimento de uma região que envolve cerca de 20 cidades no Piauí, Maranhão e Ceará.  Ciro também ressaltou a qualidade da educação básica e a ampliação da oferta de cursos universitários, beneficiando jovens de toda a região no estado, como também de cidades próximas que ficam nos dois estados vizinhos.

Ao homenagear Teresina, Ciro salientou a vocação do povo teresinense para seguir sempre renovando, o que colocou a cidade entre as 50 mais inovadoras do Brasil, segundo uma pesquisa realizada.  

“Estar nessa lista é o resultado de esforços coletivos para fazer da cidade um lugar melhor para se viver. Faço parte desse esforço, junto com outros 850 mil cidadãos e cidadãs que moram, trabalham, estudam e criam seus filhos em Teresina. Uma cidade que está seguindo rumo a um futuro melhor e para o qual espero sempre ter a honra de contribuir”, afirmou. 

O crescimento da capital, segundo afirmou o senador, tem impulsionado grandes obras de infraestrutura e mobilidade urbana, como a ponte Anselmo Dias, o asfaltamento de vias nos bairros Parque Brasil e Parque Piauí, os terminais de integração do sistema de transporte urbano, a construção de casas e a compra de novos trens.

Ao lembrar que a construção da ponte Anselmo Dias foi viabilizada com emendas orçamentárias destinadas por ele, Ciro disse sentir orgulho de contribuir para grande parte das obras já realizadas.

“Seguiremos em nosso propósito de trabalhar para dar a nossa capital as condições e o apoio para que Teresina siga buscando o desenvolvimento e promovendo mais qualidade de vida para sua população”, concluiu o senador.